13 agosto 2005

Sábado



Acho que sábado é a rosa da semana.
Sábado de tarde a casa é feita de cortinas ao vento, e alguém despeja um balde de água no terraço.
No sábado é que as formigas subiam pela pedra.
Se chovia só eu sabia que era sábado; uma rosa molhada, não é?
No Rio de Janeiro, quando se pensa que a semana vai morrer, com grande esforço metálico a semana se abre em rosa: o carro freia de súbito e, antes do vento espantado poder recomeçar, vejo que é sábado de tarde.
Tem sido sábado, mas já não me perguntam mais.
Já peguei as minhas coisas e fui para domingo de manhã.
Domingo de manhã também é a rosa da semana.
Não é propriamente rosa que eu quero dizer.”
Clarice Lispector

"Para não esquecer" - Siciliano - São Paulo, 1992

6 comentários:

Lia Noronha disse...

Jôka:o Avenida hoje está que é pura poesia!!!
Clarice definiu tão belamente o dia de sábado...que até podemos sentir o cheiro das pétalas...
Bom sábado pra você.
Beijos carinhosos.

Angela Ursa disse...

Amigo Jôka, começar um final de semana assim, com essa foto e esse texto lindo da Clarice Lispector faz muito bem ao coração! Muito obrigada! Beijos alegres da Dona Ursa.
PS: Cazuza era um grande poeta e sabia falar da realidade brasileira sem rodeios.

enigmática disse...

Olá amigo, que presente lindo para mim...Clarice Lispector..sempre que a leio em algum lugar me enche meu espírito de alegrias...Sensibilidade....Linda
forma de traduzir o dia de sábado.
Vou absorver esta energia...
Bom Sábado pra ti,,,que estejas coberto pelas pétalas de rosas para
um grande findi..
Bjão/.

Jôka P. disse...

Lia,
Angela e
Enigmática,
um fim de sábado bacanérrimo pra voces, tá ?
:o)
bjs

AnaD disse...

Adoro sábdo :) nasci num sábado...Adoro Clarice e a poesia da foto beliisima combinação que so JÔka sensivel faz :)...
Detesto a lama q encobre o Brasil :|..Otimo Domingo :)

valentina disse...

Por isso que eu amo isso aqui :)
bjs e bjs