30 outubro 2006

Praça do Lido

Fui uma criança muito feliz, tive todos os brinquedos que um menino pudesse sequer imaginar. Disneylandia.
Assim como fui feliz na adolescência. Paris em chamas.
E quando me tornei adulto, fui feliz. Um adulto feliz.
Ótimo, assim cheguei preparado à idade madura. Feliz.
Sou um cara de muita sorte. E é sorte que desejo a todos.
E olha que todos os meus desejos acontecem, heim !
Eu nunca estou só. Estou e não estou. Estou comigo.
Sou feliz assim mesmo. Sem ninguém.
Feliz comigo.
Só comigo.
Eu sozinho. Só.

Fotos - Jôka P.

37 comentários:

Janainade Almeida disse...

Joquinha Joquinha,
mais uma vez eu inaugurando um post.
Muito bom saber que você nasceu tão iluminado e grato pela vida que ganhou.
Isso não tem nada haver com ter, e sim com ser: porque há tantas pessoas por ai que tem e ainda se dão ao diretio de reclamar.

Parabéns e voc~e sempre me animando.
Mil beijos e tudo de bom,
Janaina de Almeida, Vila Isabel.

Jôka P. disse...

Você é que me anima, Janaina.
:)

eduardo disse...

Existe várias formas de ser feliz. Diversidade já!!!

Angela Ursa disse...

Jôka, obrigada por desejar boa sorte para a gente! Que os seus desejos continuem se realizando! :))
PS: Esses rabiscos nas fotos da Praça do Lido são de pichação??!! Nossa!!
Beijos da Ursa da madrugada!

tertu disse...

jôka,
muitos trevos para você!!
essa característica de ser feliz SOZINHO é típica dos geminianos (vc seria um deles?)
a maioria das pessoas(os brasileiros,inclusive)cultivam o sofrimento,até como uma herança da nossa religião.para eles,é desonroso ser feliz.mas, as pessoas estão mudando.
eu,por exemplo,estimulado pelas minhas práticas,amanheço o dia e digo:"hoje é o meu dia de sorte!".e tudo acaba se concretizando.esses ensinamentos estão na "seicho-no-ie",de cuja filosofia sou adepto(veja link no blog).
que a BOA SORTE o persiga sempre!!!
abs.tertu

tertu disse...

esqueci de comentar:
a praça do lido(não a conheço),tão festejada,foi citada num conto de joão paulo cuenca,um escritor carioca,autor do livro "corpo presente".lá,no tal livro,ele fala de um velhote,que de madrugada ,cheirava cocaína na bunda de um "bói", que estudava numa escola do lido.postei esses conto no blog,faz algum tempo. procure ler o livro.
abs.tertu

Yvonne disse...

Jôka, é frase feita e bastante batida, mas se nós não formos felizes com nós mesmos, não adianta que ninguém não nos dará essa tal felicidade. Fico feliz ao saber que você gosta de si mesmo.
Quanto à Praça do Lido, eu tenho um imenso carinho por essa região por vários motivos:
- estudei na Aliança Francesa da Duvivier
- o restaurante A la Zingara foi o local onde começou o meu namoro e nós sempre íamos lá.
- casei e fui morar na Ministro Viveiros de Castro perto da Ronald de Carvalho.
- meus sogros moravam na mesma rua perto da Prado Júnior.
- cinco meses depois de casada, fui morar no Leme na Gustavo Sampaio bem atrás do Hotel Meridien e sempre íamos à casa dos meus sogros.
- foi no Bob's de lá que eu conquistei em definitivo o meu enteado de apenas três aninhos porque eu fazia todas as vontades dele, inclusive dando lanche em horas não apropriadas.
- quando solteira eu só ia a praia do Leme em frente do Meridien.

Resumo da ópera: esse pedaço de Copa e o início do Leme estão guardados no meu coração para sempre.

Beijocas

Yvonne disse...

Jôka, outra lembrança, dessa vez quando eu tinha uns quinze, dezesseis anos. Estava passeando no fim da tarde/início da noite em Copa com o meu primeiro namorado, também quase uma criança, quando decidimos entrar em um bar para tomar alguma coisa. Nós fomos diretos à uma espelunca nas imediações, era um puteiro. Um senhor que estava na porta gentilmente disse que aquilo ali não era um local adequado para uma moça e nos sugeriu tomar um lanche no Bob's, rsrsrs. Eu não tinha cara de menor de idade porque sempre fui alta, mas o senhor se comportou como um pai zeloso. Mais beijocas

Chris disse...

É bom quando somos felizes com o que temos e com o que somos e quando não dependemos de ninguém para isso, só de nós mesmos...
[]'s

Avassaladora disse...

Jôka querido, acho que serei mandada pro Rio na semana que vem... Se der, vamos nos encontrar???
Como me comunicar contigo?? Me manda um e-mail com o seu tel ou coisa do gênero!!!

Lila disse...

quer coisa melhor do que ser feliz consigo mesmo?
beijos e boa semana pra vc!

Jôka P. disse...

Angela Ursa,
essa imagem toda grafitada aí é a fachada do antigo e chiquíssimo Restaurante "Le Bec Fin" (lembra?)que está abandonado há anos.
Curiosamente, talvez por causa do abandono só aí existem grafites.
O resto da Praça do Lido está bem limpa e bacanérrima, viu !
O Bob´s continua a todo vapor.
:)
Bjs!

Jôka P. disse...

Tertu,
não conheço esse conto de João Paulo Cuenca, mas gostaria muito que me mandasse por e-mail.
Quanto a isso de cheirar drogas na Praça do Lido é com certeza somente uma imagem literária.
A Praça é toda cercada de grades, muito bem policiada e permanece fechada de noite.
Abç!

Taia disse...

Mesmo que vc queira nunca estará só.
Beijo grande.

Jôka P. disse...

Yvonne,
adorei saber dessas suas histórias cariocas !
Tudo isso que você relatou aconteceu aqui bem pertinho de onde moro e escrevo pra vocês.
Bjs!
:)

junior disse...

Jôka querido, acho que entendo essa sua felicidade. Um beijo

Leleco disse...

Jôka,

Quem está de bem consigo mesmo nunca está sozinho de verdade, nos bastamos para sermos felizes.

Felicidade é o nosso maior bem.

Um abraço,
Leleco

Tom, um ser diferente... disse...

Jôka,
Muitas vezes ficar sozinho é melhor do que ter alguém que só nos traz problemas e chateações.
Eu já vivi sozinho muito tempo e por não me conhecer direito, nao gostava disso. Mas acho que a maturidade nos ensina muito, e hoje convivo muito bem comigo mesmo! E também tenho o Vida que me faz muito feliz... Mas sempre fico sozinho, pois ele viaja muito à trabalho.
Sabe que eu sonhei com você denovo! E vc nao estava sozinho no sonho... Pelo contrário! Estava com uma pessoa muito bonita e que parecia gostar muito de você! Será isso uma premunição?
Um xêro no olho!
Tom

Diana disse...

Olá Lordinho....
Eu tb sou muito feliz comigo.....sozinha comigo....
Me fez pensar....
Boa semana...
Bjs...

Sifonics disse...

Mas só quando se aprende a ser feliz sozinho é que se pode realmente experimentar a felicidade ao lado de outra pessoa... é o que eu acho.
adorei a visita no meu blog, espero que volte sempre, nem que seja para ver as fotos. Sobre ler na tela, também acho estranho, mas acabo lendo, no fundo eu gosto.
quem sabe um dia, não escrevo um livro? aí fica mais fácil de ler =)
um abraço!

Carol disse...

Jôka, não sou feliz sozinha. Nada feliz. Preciso estar perto de gente (mas de gente feliz, de bem, pra cima, alto-astral, como você e nossos amigos internéticos) para estar bem. Sou um bichinho social. Queria morar numa casa bem grande, que viveria aberta aos amigos; bem "bossa nova" mesmo, sabe?
Bjs.

Tina disse...

Oie...

Sozinho? Duvido. No mínimo tem uma "Bruxa da Lua Azul de Neon" do teu lado, emanando bons fluídos, te desejando toda sorte possível.

Sozinho ? Só se assim quiser.

beijos querido, boa semana!

Tina disse...

PS: O Lido era "tudo de bom" e "tudo de perdição" (na minha época, explicando...) Tinha o Jirau... lembra? Bob´s...

beijos,

ana de toledo disse...

Olá! Você tirou terceiro lugar no I Concurso Copacabanadetoledo de Gastronomia com o seu nacionalmente falado MioJôka com cheddar!!!!!! Prabéns!!Beijos

A comentarista disse...

Essa é a melhor das felicidades,estar feliz só consigo mesmo.

beijos

Ritoca disse...

Oi Jôka!

Sentir-se bem consigo mesmo é uma benção, meu caro, muito pouca gente consegue ficar bem só.

E tem aquela máxima super verdadeira, "antes só que mal acompanhado!"

Beijocas,

Ritoca

Adão Flehr disse...

Jôka,

Nascemos sós. E assim morreremos. Mas a felicidade não. Esta, é uma conquista, diária e gloriosa!

Abs,

Laura disse...

Joka, precisamos ser felizes com nos mesmos para podermos ser felizes com os outros, nao eh verdade?
beijos

Lu OlhosdeMar disse...

tu não está nunca só meeeesmo: óia ieu aqui!! um beijo seu loiro queridão!!!

Anônimo disse...

Quer maravilha maior do que a plenitude de sentir-se feliz sozinho?
Isso é para poucos querido.
meu carinho pra Gigi [estou tendo noticias]
linda noite Jôka
beijosssssssss
Márcia(clarinha)

Angela Ursa disse...

Jôka, por que não reformaram o Le Bec Fin ou abriram outro restaurante no local? Acho um absurdo deixarem um lugar como esse abandonado.
PS: Coma um Big Bob por mim, ok? ;))
Beijos da Ursa da meia noite!

Marcia disse...

Joka será que dá pra você desejar que a dívida dos meus cartões de crédito desapareçam! Assim, como num passe de mágica :)

Dani disse...

Jôka,

você jamais estará sozinho, porque está sempre com você mesmo.
Isso significa que estará sempre em ótima companhia.

Um beijo grande. :-)

Saramar disse...

Meu querido, por acaso você quer melhor companhia? Impossível!

Eu acredito na solidão (na boa solidão) como um instrumento de aperfeiçoamento pessoal porque nos permite refletir sobre o que somos e queremos.
Use-a em proveito próprio e continue feliz, sempre.

beijos

Lia Noronha disse...

Jôka: que bela declaraçao de amor a si mesmo....Td liundíssimo por aqui nesse Copacabana...sempre a frente nas novidades!!!
Bjus bem carinhoso e boim fim de semana pra vc.

Sweet disse...

Tu conheces essa? Foi ver isso e lembrei logo dela : "Menina, eu te conheço/Não sei de onde/Mas por incrível que pareça/Sei o seu nome/
Menina/Não sei se foi no bonde/De Santa Teresa/Como podia ser/Numa butique em Copacabana/Ou num chá de caridade, menina/Promovido a quem de direito/E seu vestido era azul-anil//E era domingo, viu/Você nem ligou pra mim
É, eu sou muito vivo/Te lembra, menina
Do passeio, do sorvete/Na Praça do Lido
Tu não te lembras/Do passeio, do sorvete/Na Praça do Lido ". Vixe, esqueci q tu odeia letra de música. Ah, quando eu fui ao Rio tive q ir nessa danada de Praça do Lido só por causa da música, heheheheh

Sweet disse...

Ah, eu ia sisquecendo, Brigadú!