11 fevereiro 2010

Lost (in translation)

Com esse calor a gente tem que traçar uma estratégia de sobrevivência antes de sair por Copacabana. E qualquer coisa que vá um pouco além de atravessar umas duas ou três ruas, já se transforma em aventura - e ganha contornos de esporte radical.


Dr. K., que em algum momento vai ler esse blog, e que deve ter se perguntado porque eu tomei chá de sumiço, assim, da noite pro dia, saiba que você nunca fez nada de errado. Muito pelo contrário, sempre foi incrível.
Essa ruptura sem nenhum motivo aparente, aconteceu depois de muita reflexão e de algum sofrimento - e só teve à ver comigo.
Desculpe tanto mal jeito, se isso for possível.
Don´t worry. And please, be happy.

Fotos- Jôka P.

"Comigo caminham os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu pra sempre."
(Miguel Sousa Tavares)

12 comentários:

Isabela Guedes disse...

Prezado Jôka P, boa trade,
navegando pela web, vi um post teu muito bacana sobre o fim do cinema Jóia, no QUERIDO bairro de Copacabana, em setembro de 2005.

Todavia, ontem, ao ler a coluna social do Joaquim Ferreira dos Santos, para a alegria dos "copacabanenses", o Roxy, felizmente, não continuará com o posto "de o último dos moicanos" da cidade-bairro Copacabana: em abril o Jóia será reaberto.
Passei pela galeria 680 e a re-abertura, após 5 anos sem o cine-poeira, está marcada para o dia 1º de abril, "O Dia da Mentira".

Antes que me despeça, quero que você conheça o meu blog, O Blog do Rádio Carioca,
http://blogdoradiocarioca.blogspot.com

E caso puder, divulgue neste recinto tão afamado que é o Blog Nossa Sra de Copa.

Saudações "copacabanenses",

Isabela Guedes.

Dani disse...

Mas é mesmo MUUUITO calor, meu Deus! Não aguento mais esse verão!

Bjs! :-)

Isabela Guedes disse...

Obrigada, Jôka...

Seja Bem-Vindo ao Blog do Rádio Carioca.
Sou jornalista formada e novata e moradora de Copa desde o berço: há 28 anos...

Qdo puder, divulgue o blog nesta micro-Copacabana, via web.

Bjos copacabanenses,
Isabela Guedes.

Linda Carioca disse...

AH, Jôka, volta ! Beijôkas !

Jôka P. disse...

Linda, eu nunca saí daqui!
A ruptura à qual me refiro no post não tem nada à ver com o blog, é um afastamento afetiva, de alguém muito querido e específico. Uma espécie de cerimônia de adeus, embora eu acredite que nada e nem ninguém que é importante, se perde realmente. Apenas nos iludimos, julgamos ser donos do afeto das pessoas.

Angela Ursa disse...

Jôka, desejo que você fique bem. Porque essas rupturas são doloridas.
Quanto ao calor grande do Rio, é preciso se hidratar muito. Porque li uma matéria falando que há muita gente passando mal com esse calor por falta de tomar bastante líquido. Beijos tropicais da Ursa!

Cris Carriconde disse...

Um beijo, querido!

Milady disse...

Joka,
Rupturas são doloridas, mas em alguns momentos necessárias!
Se existe jeito correto, eu não conheço, acho que não...
Agora é questão de tempo, a dor vai ficando mais branda, certo???
(no meu caso específico confesso que está demorando demais...)

Mas c´est la vie, mon cher ami!

Agora o calor do Rio está fazendo com que ele pareça estar às portas do inferno!!! Literalmente Rio 40 Graus! :-)

Que seu Carnaval seja cheio de fantasias! ;) E a alegria venha em blocos!

Beijos procê Lourão maravilhoso de Copa!

Cristina disse...

Ahhhh, mas enquanto estamos iludidos é tãoooooo bom .... depois é bola pra frente !!! Que atrás vem gente !!!!! Uuuuhhhh !!! Beijos lindo. Vc quer tamanho XXG, mas não me disse a cor rsrsrssrrssr....

Danilo disse...

Jôka, você é muito querido!

julio Gallo disse...

Que inveja desse calorão delicioso. Bem que eu gostaria de ser uma sereia de Copacabana...Bom ver você com mais frequencia por aqui seu Jôka.

Jôka P. disse...

Julio/Alziro, o calor carioca está diabólico, já ultrapassou todos os limites do suportável! Eu bem que iria curtir estar aí em Londres, usando cachecol de cachemere.
Bom também ver você aqui, que aliás é um dos amigos mais chegados, né?! ;-)
E um beijo pra todos que vêm passear comigo nessa Copacabana virtual, que na verdade é a minha casinha interna.