28 maio 2007

Carlos não mora mais aqui

Paris -1987

“ Jôka,
você não vai acreditar... je suis à Paris !!!
Ontem fui ao Duplex, que ainda existe – e tem fotos do nosso amigo Carlos por toda parte ! E cheio, bourrée a craquer !!! Pensei que depois de tantos anos, ia encontrar um bar decadente... mais non !

A gente se vê,

Dudu Werneck ” (por e-mail)

Queria tanto me lembrar de uma coisa, mas não consigo.
Anjos. Tem a ver com anjos partindo.
Anjos que desaparecem, voando juntos.

O Duplex era um bar no centro de Paris, onde nos anos 80 passei momentos felizes e fiz duas exposições.

Carlos – um amigo brasileiro que trabalhava lá, fazendo um pouco de tudo - DJ, fotógrafo, host, promoter, barman e gerente. Me apresentou a "tout le monde" e me hospedou várias vezes em seu apartamento.

Da última vez em que esteve no Brasil, veio me visitar. Tomamos caipiwodkas, rindo muito até de madrugada em um bar da Av. Atlântica. Carlos tinha vindo se despedir dos amigos e ver pela última vez a Praia de Copacabana.
Dias depois, a irmã dele telefonou, dizendo que lamentava, e tal, mas que Carlos tinha partido. Eu já esperava, mas foi como se tivesse sido soterrado por uma avalanche gelada.

Uma geração inteira de amigos saiu da vida muito cedo, como uma revoada de anjos. Todos jovens, talentosos, inteligentes. E muito queridos.

Falange. Falange. Legião.

Então era isso o que eu queria lembrar. O coletivo de anjos.

42 comentários:

Janaina de Almeida disse...

Jôka meu Rei,
você mais que ninguém disse tudo:seu amigo Carlos agora é um Anjo, e com certeza te proteje, de onde ele estiver.Ele só mudou de endereço, e temos certeza que deve ser uma excelente praça...praça celestial...
A foto está bem estilosa e elegante.
Um forte abraço e boa semana,
Janaina de Almeida,Vila Isabel.

Silvia disse...

Paris... é a terceira vez que ouço falar de Paris hj. Que saudades.... adorei as fotos.

Cássia disse...

Jôka... tão poético!
Revoada de anjos...
Haja saudades.

eduardo disse...

Bonito post Joka. Deve ser duro perder um querido amigo. Mas as lembranças são muito preciosas, melhor do que não ter amigo e sentir um vazio profundo.

Angela Ursa disse...

Jôka, a foto de vocês dois juntos é uma linda lembrança dos bons momentos que vocês tiveram em Paris. Beijos e carinho da Ursa

Eliana Arndt Machado disse...

Bom Dia, Jôka
Vou deixar um trecho de uma música pra expressar meus sentimentos perante este seu post:
"Quem parte leva saudade de alguém, que fica chorando de dor/Por isso eu não quero lembrar/Quando partiu meu grande amor/Ai, ai, ai, tá chegando a hora/o dia já vem raiando meu bem e eu tenho que ir-me embora..."
Um abençoado dia pra todos,
Felicidades,

junior disse...

São boas lembranças Jôka querido, isso é o que deve valer agora né.
Beijão, boa semana pra ti

luma disse...

Você tem amigos no céu!!
Você é importante pra muita gente, aqui! É o que importa.
Boa semana! Beijus

Avassaladora disse...

Querido,
Mas anjos não desaparecem, eles ficam por aqui e por ali cuidando da gente!!!
Beijos,

Morgana Jackeline disse...

Olá Jôka,

Lindo o seu post... me emocionei aqui...
Me lembrei do meus três anjos que já partiram, minha mãe e meus filhos...

Mas a vida é assim...uns retornam ao céu e outros nos protege aqui mesmo na terra.

beijinhos e uma semana radiante pra vc!

Yvonne disse...

Jôka, sei bem o que é perder um monte de amigos. Já sofri disso, principalmente vendo o sofrimento do meu irmão que simplesmente perdeu todos eles, com exceção de um. Eram pessoas maravilhosas que me divertiam muito. Sair com eles era certeza de que a noite seria uma maravilha. Todos estão no céu também. Beijocas

Miss copacabana disse...

Lindo, Jôka...

BethS disse...

Ah, querido Jôka, me emocionei muito lendo seu post. Tambem vi partir muitos, varios amigos queridos, anjos que passaram em nossa vida com a leveza e a alegria que ainda hoje fazem falta.
Compartilho essa emoção com você.
Sei que o post foi escrito com o coração, assim como foi lido por mim.
Beijo grande

Janaina de Almeida disse...

Jôka,
me desculpe mas serei obrigada a discordar de você pela primeira vez.
Não estou ameaçando ninguém , nem que meu blog vai acabar, tem épocas que a nossa vida fica meio parecendo um muro das lamentações, mas nõa vejo problema algum em dizer que esotu dando uma pausa, quem disse que acabarei com meu blog?
Posso não acabar mas tirar, dletar aquele blog e fazer outro...
essa pausa pode ser o tempo que for, sei lá, mas não estou fazendo nada forçada não.

celinha baleia disse...

As gordas também choram.

Leleco disse...

Jôka,

Lindas palavras. O que levamos dessa vida são nossas melhores recordações.

Os anjos voam, mas continuam fortes dentro de nós, vivos dentro do nosso coração.

Um abração,
Leleco

DO disse...

Muito bonito,JÔka.
E triste.

Abração!

a comentarista disse...

QUe pena, sempre fico com muita pena dessa situação, de gente que decide ir embora voluntariamente. Eu tive um amigo que decidiu ir embora assim, e é uma tristeza melancólica dolorida muito chata.

beijos

Claudio disse...

Muito poético. Que os anjos digam amém !!!!!

abs

Anônimo disse...

Estive em Paris nesta primavera, no mês passado, ainda, Paris estava linda, mas senti uma certa, tristeza, ou melhor, melancolia.
Acho que foi seu amigo que não estava mais lá.
Beijos

Laura disse...

Que homenagem linda, Joka! E que foto linda. Carlos mora bem ai, no seu coracao.
Beijos

Janaina Staciarini disse...

Nossa, Jôka, que texto lindo... Bela homenagem.

Anjo Luis disse...

Comentarista,
Carlos não "decidiu ir embora".
Ele teve que partir, não teve escolha, o que é bem diferente.

Fred Pill disse...

Que post lindo, estou aqui de boca aberta, já passei por perdas parecidas, o bom é que a boas lembranças sempre ficam! :D

Ricardo Mantler disse...

Há dois anos atrás eu também pensei que ia embora.

Não fui.

Fiquei aqui pra atormentar uns e outros.

Deus tem senso de humor.

Tom, um ser diferente... disse...

Uma vez postei no meu blog a respeito dos "Anjos Sem Asas". Amigos são assim, uma "falange" de anjos sem asas.
Forte abraço, anjo!

Cássia disse...

Jôka, não sei qual a razão desse meu insigth...

E lá vem tagarelice!

Sei que você me visita e que por vezes deixa um abraço.
Também sei que você se posiciona claramente contra toda e qualquer religião que se mostre discriminatória.
Por isso, se e quando você acessar meu blog e nele estiver inserido qualquer comentário a favor de qualquer religioso - indivíduo ou grupo - por favor, meu querido Jôka, não significa que eu concorde com tudo o que o indivíduo ou o grupo dizem e pregam.

Achei importante poder dizer assim abertamente, para você.

Não idolatro ninguém. Nem mesmo grupos religiosos.
Mas, se neles vejo algo de bom que propicie momentos de alegria e do despertar para uma vida sadia, especialmente em comunidade, será aí que os apoiarei e divulgarei.

Hmmm Seria mais ou menos assim, Jôka...
Se posso falar bem, e evitar falar das controvérsias e contrariedades, é nessa linha que caminho.
Nem sempre consigo.
Mas, vou tentando.

E, sinceramente, admiro profundamente quando você ergue suas bandeiras e defende as suas causas.

Meu blog foi criado porque, na comunidade do blog da Rosana Hermann compartilhavamos muito.
Eramos pessoas mais abertas, havia pouca gente na comunidade blogueira da qual faziamos parte.
Graças a esses amigos e em especial graças a Rosana Hermann, criei o meu blog.
Meu objetivo era pura e simplesmente manter um espaço mais simples, ligth, e se e quando possível que pudesse manter o meu astral e o de vocês em equilíbrio.
Ou seja, dias de estresse harmonizado com dias de leveza.

Meu primeiro template é um burro rosa montado num planetinha, cheio de coraçõezinhos rosas, num fundo azul, quase roxo, meio lilás.
Qualquer dia desses retomo esse template.

Jôka, eu quero mais é que os meus amigos, inclusive os da blogosfera sejam felizes!
Talvez por esta razão eu tenha sentido esta necessidade de dizer claramente a você que não aprecio o radicalismo de muitos religiosos e religiões.

A Jeanete tem razão... Até a plim-plim das oito que passa as nove procura camuflar relacionamentos que dantes eram colocados mais abertamente para o público.

Há momentos nos quais eu gostaria de poder só assoviar aquela musiquinha famosa do You Tube...
Ou então cantar alto e bom som...
Mas, eu teria que ter a coragem dos artistas, a de ousar transgredir!

Jôka, a nossa querida Zana é dessa nossa época da Rosana Hermann e seus queridos leitores, comentaristas e blogueiros!

Anjos, somos todos nós, Jôka.
Sem asas!
Ou combalidos, por vezes!

Abs e bêjôkas
;) :)

Lu Toledo disse...

Eu nasci nos anos 80.
Uma pena!

Maria Bonita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Bonita disse...

fica bem joka.

eu sei, dói.

mas fica bem joka.

você é uma pessoa bonita e pessoas , os anjos estão por perto.

luma disse...

Bom dia!

olhosdemar disse...

amigo é mesmo rpa se guardar lo dado esquerdo do peito...

Cejunior disse...

Jôka, no fim só restam mesmo nossas lembranças. E se elas são importantes, ainda temos alguma coisa dessa pessoa dentro de nós.
Para sempre!
Um abraço.

Mônica disse...

é, meu querido, assim é a vida...

bela homenagem como já disseram por aí...

grande beijo

´Laura disse...

Jôka, lamento mais uma perda, c'est la vie...
Como vc diz, mais um anjo.
um forte abraço, querido, Laura

Angela Ursa disse...

Jôka, vim trazer um chocolate quente para você nesta madrugada fria. Beijos da Ursa esquimó ;))

Zé Ninguém disse...

Caro participe na tertúlia:

http://absolutamenteninguem.blogspot.com/2007/05/tea-scones-and-books-junho2007.html

Gená Franco disse...

Adorei a foto, seu óculos, lindas lembranças.
Beijos!

Ritoca disse...

Que lindo post, Jôka! Me emocionei...Talvez porque esteja muito sensível. Estou passando por um problema de doença em casa, e tá brabo. Por isso ando sumida e o blog meio abandonado.

O bonito da amizade é isso, mesmo quando o amigo se vai, o carinho fica. E eu acho que eles levam isso com eles pois sabem da estima que temos por eles.

Fica bem.

Bjs

Olga disse...

Demorei, mas vim. Falar sobre perda pra mim é doloroso.
A dor não acaba, se esfumaça com o tempo. Às vezes volta, dura, mostrando que ainda existe.
E a gente continua.
Sempre,
Beijo

Dani disse...

Eu poderia te dizer que é triste perder amigos queridos. Mas prefiro dizer que, embora deixemos de vê-los, eles estão mais presentes do que nunca na vida daqueles que continuam "visíveis". Afinal, anjos nunca se afastam de nós.

Grande beijo.

Lia Noronha & Silvio Spersivo disse...

Jôka: linda foto...belíssima e merecida homenagem!!!Bjus mil diretamente do meu Cotidiano.