26 abril 2009

Gente Fina



Bruno Drummond


27 comentários:

Clarissa Dalloway disse...

Aaaaaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiii!
Morri com essa!
É isso, um luxo encontrar pessoas que ainda se relacionam com pessoas de fato, olho no olho, mão na mão, corpos nos corpos...
Às vezes eu penso que daria tudo para voltar no tempo, sabe?
Mas como eu teria te achado, se usasse apenas sinais de fumaça...? Hum?
Beijos cibernéticos, dear.

luciana disse...

é..... a gente fica no virtual, mas o real nao pode ser deixado de lado.

Chris Pessoa disse...

Hahahaha! Amei, Jòka!
Bjos!

Linda Carioca disse...

Olá, Jôka, achei interessante... viver fora do mundo virtual faz a gente ter mais privacidade.

Tomo muito cuidado para não me expor. Beijos !

ana de toledo disse...

Uma graça!

Sonhar é Preciso disse...

Eu sou desse tempo...relacao corpo a corpo...boca a boca e bla bla bla.
Nao queria ser jovenzinha hoje em dia nao, com toda essa parafernalia. Cadê a palpabilidade? Ah meu tempo!! :0)
bjs,
me

Rafa-RJ disse...

Tenho Twitter e Orkut mas também dou beijo na boca...rsrsrs

Angela Ursa disse...

Jôka, acho que é bom o equilíbrio entre os dois lados. Gostei dos quadrinhos :)) Beijos da Ursa

Polly Etienne disse...

ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!!!!!!
este aí tem e entende da "pegada" kkkkkkkkkkk bj procê joka

Carla disse...

Amei isso!!!

Bjos,

Anderson disse...

Impressionante como as pessoas deixaram de se relacionar, trocando o real pelo virtual.
Será que isso é fruto da falta de segurança? Ou será que todos viraram escravos tecnológicos?

DO disse...

Muito bom,JÔKA. Se a gente raciocinar,observa que tem muita gente assim. Eu mesmo já fui criticado por não querer aderir ao tal twitter.

Boa semana!

janaina de almeida disse...

Jôka, sem palavras...Eu não consigo entender o porquê que as pessoas usam a informática como um fim e não como um meio.
O que significa INFORMÁTICA?
Significa "informação imediata",e ponto.Parece aquele livro "A Revolução dos Bichos", de George Orwell,o computador é que deveria nos servir mas nós é que viramos escravos do computador.
Esse homem mandou bem, e que pegada,beijos.

Klero disse...

ótima!
hehehe
eu tenho twitter, msn e... um facebook temporário. achei cafonérrimo!

Aline Kamaroff. disse...

Muito Bom...
Tenho blog... Msn... Orkut...
To me sentindo mal... rsrsrsr...
Beijo, beijo.

Ritoca disse...

Oi!
Esse Bruno é muito bom. Eu vi no Globo. Gostei muito. Ele é sempre muito perspicaz e oportuno.

Abs

dudu oliva disse...

Digamos que beijo é um meio de comunicação não verbal muito eficaz e vale muito mais do que mil palavras.

Laura disse...

Pois eh, ne? Tem gente que ate esquece do mundo real la fora.

Cristiano GO disse...

O real é bem melhor... mas não podemos esquecer é que graças ao virtual se conhece gente maravilhosa !

Ricardo Mantler disse...

Por isso mesmo dei um tempo do virtual.

Agora tenho mais tempo para marido, livros, cinema e pedaladas pela cidade.

Vou agora à Farggi Tub's & Ice Cream, porque eu mereço um sorvetinho de canela que rola por lá... mas confesso estar cansado de Barcelona, da Plaça de Catalunya, e com muita saudade do acarajé que eu comia aos domingos na praça do Lido.

ai a rebordosa tá foda..

susi disse...

Net é Net, mas olho no olho é bom demais. Mas conheço pessoas viciadas em MSN por exemplo, que se isola da família pra viver um mundo de faz de conta. Onde tudo podemos, tudo tenho etc é mal isso...Mas a piada é bem real pra muitos ainda hoje. bj

fale com ela disse...

Matou a pau!

Marcelo Holanda disse...

Adorei, o povo tá muito Twittêro !!

Comprar pão na esquina: 140 caracteres;

Pedir açúcar na vizinha: 140 caracteres;

Se se vai à "casinha": 140 caracteres;

Até pra morrer, morte morrida: 140 caracteres; morte matada: 140 caracteres: morte suína: 140 caracteres.

Valha-me o Deus!!

GUGA ALAYON disse...

que coisa antiga!

Sweet! disse...

Muito bom!

Engraçadinha disse...

Me dá o telefone do gajo?
Mas escondido hein!

andrea disse...

a charge se aplica a maioria pq a maioria é inconsciente. Não entende que o instrumento funciona conforme o uso que se faz dele... Os excessos são frutos dos desequilíbrios. E até estes precisam acontecer. O que não dá é viver a vida toda assim.. Agora, deslocar a própria responsabilidade em assumir a orientação das próprias vidas para as máquina ou os mundos virtuais é realmente infantil.