04 setembro 2007

Morticia

Nada mais me impressiona. Eu já vi de tudo, provei de tudo e já fui a todas as festas.
Depois daquele bode existencial envolvendo um funeral e um amigo que se transformou no meu mais absoluto oposto, acho que finalmente estou conseguindo retomar aos poucos a minha antiga forma normal, ou seja: impaciente, incoerente, irônico, ácido e politicamente incorreto.
Na verdade nada disso é culpa de ninguém. Sempre fui insuportável.
Pra quem não gostar é melhor ir ler um bloguinho meigo e fofuxo - que aliás é o que mais tem, né.

Passando por uma loja super vagabunda na Av. Copacabana não resisti a essa sinistra manequim decadente, com a peruca ruiva de nylon desgrenhado e o vestido de vinte e nove Reais, feito com uma canga de camelô e alguns fios velhos de lastex.
A boneca parece uma puta desarvorada, sem a menor esperança de conseguir um cliente, paradona ali na frente de um cestão básico de mochilinhas baratas e ordinárias da Penélope Charmosa.
Ela é a Morticia Adams de Copacabana.

Fiquei me perguntando, enquanto tirava a câmera digital do bolso da bermuda...
Será que algum ser remotamente humano teria coragem de comprar (e usar) esse vestido medonho - ainda que pelo preço módico de vinte e nove Reais ?
Quem ? Uma gorda ? Uma pobre ?
Alguém sem um pingo de noção do ridículo ?

A resposta passou bem ali na minha frente, atravessando a Rua Prado Junior, bem em frente ao prédio do Jáder e da Bebel: uma gorda pobre e sem um pingo de noção do ridículo.
Algumas pessoas são tão escrotas que sei que permanecerão na minha memória pra sempre, ainda que eu as tenha visto por um único segundo, atravessando a rua.

Só queria pedir um favor pra vocês: se alguém quiser deixar algum comentário,
por favor, deixem com palavras bem simples, porque ainda estou meio lesado com a visão da obesa vestida de calçadão de Copacabana, tá ?!

44 comentários:

Sraake disse...

A Morticia tem cara de desvalida. Olha o olhar triste de abandonada da pobre! Pense no lado positivo, a "gorda pobre e sem um pingo de noção do ridículo" te ajudou como coadjuvante na criação do post! Ela ama Copacabana!
Bjôkas!

Angela Ursa disse...

Jôka, gostei da Morticia Adams de Copa :)) Sem levar em conta o vestido, sabia que essa manequim me fez lembrar da Vanderléia nos tempos da Jovem Guarda? :)) A moça gorda podia ter feito uma canga com esse vestido, como era originalmente. Beijos da Ursa da super madrugada

Alziro Patafisico disse...

Achei o vestido bem bonitinho e a gordinha mostrou ter personalidade e não temer a "Fashion Police", tem personalidade a moça. Adorei...

ana de toledo disse...

Não consigo dizer nada... só consigo rir!!!

Celinha baleia disse...

Jôka, essa mulher nem é tão gorda se for colocada ao meu lado.
Eu sim sou uma obesa de verdade, uma cetácea gigantesca. E tenho um vestido bem semelhante, só que é estampado de bandeira do Brasil.

Sonia disse...

A gordinha tava feliz, num tava? Bem mais feliz do que a granfina desesperada porque tem uma festa pra ir e n�o consegue resolver o que usar (vai que algu�m aparece com um vestido quase igual?). Ser feliz por 29,00 � uma proeza.

Garçom disse...

Nossa, que coisa mais horrenda. Perdi a fome.

Sonho Meu disse...

Quando for aí... vou comprar um pra mim ! hehehehehehe Acho que ela nao é nem tao gorda e nem tao pobre nao. Celular ?
bjos,
me
me

Ritoca disse...

Jôka,

Adorei a descrição da Mortiça...hehehe! Que loja é essa?! Fico besta como vc garimpa essas coisas.

Quanto à gordinha, ela comprou o vestido porque é das poucas coisas que cabem nela. Olha a largura!
O que eu mais gosto é que elas se acham lindas...

DO disse...

Antes de ver as ultimas fotos eu ia palpitar que alguma "Bebel" ia adorar usar,ou talvez alguma turista ensandecida,heheheh
Abração,JÔKA!!

Renateenho disse...

eu sei o que significa a frase: amigo que se transformou no meu mais absoluto oposto" é horrivel!

mas sobre a foto, realmente é um achado este seu material... nunca imaginei que vc iria encontrar alguém usando uma cois desta!
hahaha... parabéns!

Luciane disse...

Jôka, ainda bem que estava escrito Copacabana no "busto", senão ninguém iria adivinhar, né? ;)
Mas eu imagino que no inverno essa fofa se vista de Cristo Redentor, com aquele manto branco maravilhoso, e sai por aí de braços abertos...
Abraço

palpiteira disse...

E nem é véspera de carnaval, hein?O Brasil é isso, Louro. kkkkkkkk. Adorei!

Liliane de Paula disse...

Esse vestido ficaria belo no corpo da Bebel. Não era o vestido que era feio. Era a modelo.
Liliane

eduardo disse...

A manequim Mortiça parece que não estava muito contente...

Ciça Donner disse...

Que é isso Joca??? O vestido é super "fexion". se tivesse em rosa eu usaria na boa!

Leleco disse...

Jôka,

Esse manequim afasta qualquer clientela.

Quando olhamos uma roupa e pensamos: ninguém usaria algo tão ridículo!. Sempre tem um(a) infeliz para comprar, seja o que for.

O que me deixa mais enojado é ver uma gordona com uma calça apertada, mostrando a banha fazendo beiço por fora da calça...rs

Essa o Jader não põe no calçadão...rs

Um abração,
Leleco

Avassaladora disse...

Jôka, querido, enquanto olhava só as fotos da "manequim" também me perguntava quem em absoluta consciência usaria este vestido... Pensei logo num gringo nosense que adora as coisas vendidas na praia e para quem são feitas essas coisas, mas ai... você me vem com essa foto, dessa distinta senhora, hahahahaha... Não me aguentei!!!!
Quanto á fraqueza e a doença, ela passa, meu amigo, ela passa, eu acho que tem muito mais de psicológico do que de físico mesmo...

Silvia disse...

Jôka, que furo de reportagem é esse? Vc flagra o vestido na manequim e depois ao vivo e "sem" cores na rua??? fantástico!

Ana D disse...

Bem simples e numerado rsrs
1) Fiquei com medo desta manequim, acho q vou sonhar com ela a noite e cair da cama :|
2) Ainda bem q não moro mais no Rio, tenho medo de ser clicado pela sua cam :| rsrsrs
3) Ácido e louro mau, ao máximo :| rs
4) Sim, não moro mais no Rio, migrei para Curitiba rsrs...
5) Beijo !

Alberto Pereira Jr. disse...

hahaha uma catarse né?
gente eu teria gritado e gargalhado horrores se presenciasse a cena da dita cuja andando com tal modelito..
só de ver as fotos eu to bobo.

Sonia disse...

Mas que incrível, você encontrar ali perto alguém vestindo o vestido estilo calçadão! Hilário!

Tina disse...

Oi Jôka!

A gente tem uma surpresa em cada esquina de Copacabana, não?

beijos querido, volto logo.

O Peixe disse...

Bom, com certeza o vestido eu não comprava, mas que depois de umas 12 cervejas eu dava uns catas naquela "ruiva" eu dava :)

Márcia(clarinha) disse...

Mas que simplicidade seria além de "que horror"!!
JÔka pegando cliques no ato, uau!
É fantástico! [musiquinha do fantástico de fundo]
beijos [na Gigi tb viu?]

Lila disse...

bom dia Jôka! ainda lesado? achei o máximo ter conseguido encontrar alguém com o vestido da vitrine(?) andando livre leve e solta pelas ruas...
beijos

Anônimo disse...

Ahahahaha, to rindo até agora, cara... sou um leitor assíduo, ainda que anônimo, do seu blog, mas essa eu não resisti... nota dez!

Maria disse...

Cacete, eu vi essa mulher na rua usando esse vestido e nao acreditei q alguem comprou...ja tinha visto na loja alguns dias antes. (moro ali perto). Trash mesmo.

Engraçadinha disse...

Isso é o q eu chamo de grande cagada. O destino conspirando a seu favor.

Mônica disse...

vamso combinar que eu também, às vezes, tenho medoooooooooooo de vc....rs....

Chris disse...

Hahaha! Que coincidência louca, Jôka! Acho que esta noite vou ter pesadelos...
Bjo!

Angela Ursa disse...

Jôka, como estão os preparativos para o feriado aí em Copa? Beijos carinhosos da Ursa :))
PS: Quando tiver coragem, venha ver a teia gigante da floresta

Denise! disse...

Oi Jôka,

Me diga: turista precisa ter noção de alguma coisa? Pois ela só pode ser turista pra andar usando roupa feita pra turista, não é?

Bom feriado e Até Mais!!!

Milady disse...

Pelo amor de Deus e da Santa Madre Igreja!!!! De onde saiu essa criatura?????? dos portais do inferno??????? Fala sério!!!

Mas será que vc pode comprar um e mandar pra mim, por favor? rsrsrsrs

beijão

Renato Medeiros disse...

Puxaaaa.. quantos comentários aqui e que divertidoooooooo que é ... quando ví a foto da gorda pobre do vestido eu n me acreditei..!
ótima a maneira como vc escreve

mas vim aqui por outro motivo
ví um comentário que vc deixou no blog do renato

sou mtooo, mas mtooooo, MTOOO fã de toma lá dá cá.. Se vc fizer as fotos do programa, POR FAVOR, manda pra mim ?!

Abraços
e desde já obrigado

Renata Perdigão disse...

Esse seu post merece um prêmio! Estou gargalhando compulsivamente e com vergonha, pois as pessoas aqui do meu trabalho já estão começando a desconfiar que existe algo de errado comigo...hahahahaha...Que modelito mais medonho...Mas, pensa bem: a moça roliça não vai mais precisar levar canga para a praia, uma vez que ela adquiriu um daqueles produtos super práticos 2 em 1...hahahahahaha...E como dizia Oscar Wilde "It´s absurd to divide people into good or bad. Either they´re interesting or tedious". Vc inevitavelmente faz parte do grupo seleto das pessoas interessantes! Parabéns!"

Sou sua fã!!

Bjo. grande, Renata.

Anônimo disse...

FOTOGRAFA EU,JÔKA!!!!!!!!!!!!
QUERO APARECER EM SEU BLOG!!!!!!!!

Polly disse...

Oh my GOD!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Klero disse...

que maldade xD Você não entendeu a intenção de se misturar à calçada e passar despercebida da mulher!!!

Laura disse...

Eh que todo mundo quer ser Bebel, mas tem que ter catchiguria! haha!

Eduardo P.L. disse...

Este vestido é a prova de que TODOS CABEM EM C O P A C A B A N A.

hahaha, muito boa postagem. O manequi até que ficou "simpática".

Abraços e volte logo, com o NOVO computador!

Endora disse...

Cara, a gorda foi fundamental pro gran finale do seu post.

Anônimo disse...

Alguém processe esse imbecil pelo amor de DEUS!!!

Anônimo disse...

Gosto de Copacabana exatamente pela fauna variada que o bairro acolhe, bem como por ter locais surpreendentes. Morei muitos anos em uma travessa que parecia outro local, tranqüila, dentro da mata e silenciosa.
Em um primeiro momento, olhei as fotos e achei interessante, porém, infelizmente, resolvi ler o texto. Que pobreza de espírito e quanta grosseria de sobra. O que adianta ter vivido de tudo se não aprendeu a respeitar as pessoas?! Mais um dos milhares que julga-se o dono da verdade!
Atenciosamente,
Lili