16 agosto 2006

Meu coração

Foto - Cora Ronai

A morte do turista português na praia de Copacabana foi uma fatalidade cometida por um drogado.
Assaltos acontecem em todas as grandes cidades do mundo.
Nas pequenas cidades dos cafundós do país também rolam crimes, mas isso não interessa a ninguém, no máximo aos jornais locais, e olhe lá.
Claro que um crime assim seria um fato raríssimo de acontecer no interior, porque muito difícilmente um turista estrangeiro iria visitar Botucatú, Criciúma ou Santa Maria, só para citar alguns exemplos.
Eu já fui assaltado duas vezes em Paris (uma no metrô e a outra no Champs Ellisées) e a minha mãe já teve a bolsa roubada (com passaporte, traveller-checks, óculos, dollars, etc) em plena chiquíssima Quinta Avenida de Nova York.
Se você conhece Paris ou Nova York sabe do que estou falando. E nem por isso, nós andamos por aí malhando essas grandes, espetaculares e muito queridas cidades.
E as mulheres brasileiras mortas no Central Park ? Ninguém fala ?
Quem vem denegrir o Rio é gente invejosa, frustrada.
Malhar e denegrir o Rio é coisa de quinta, é como malhar o próprio coração.
Porque o Rio de Janeiro, queiram ou não, é o coração do Brasil.

40 comentários:

eduardo disse...

Joka,
ralmente as outras cidades do mundo não são perfeitas, há crimes também.
Acho que o Rio de janeiro, como todas as cidades brasileiras, precisam de um projeto que una um forte combate a criminalidade e educação.
Acho que meter o malho é muito fácil, agora tentar fazer alguma coisa, ninguém se prontifica.
http://duduoliva.blog-se.com.br/blog/conteudo/home.asp?idblog=13757

Taia disse...

Lamentável a morte do Turista e de tantos brasileiros aqui no Rio, ou em qualquer lugar do mundo.
Crime é sempre ediondo.
A criminalidade é grande, está a nossa porta.
Nem por isso eu deixo de amar a minha Cidade, mas que esta situação de apreenssão é muito complicada é...
I love Rio!

Silvia Regina disse...

Não é a cidade do Rio de Janeiro que tem que ser criticada, óbvio! Mas sim a violência que grassa por toda parte. Problema de FOCO! Que, aliás, a foto da Córa esbanja. O Rio é e sempre será uma cidade maravilhosa. E crime nenhum conseguirá mudar isso.

Carol disse...

Jôka, o que acontece e ninguém comenta é que o país está passando por uma crise generalizada de Segurança Pública. Infelizmente muitos anos de descaso, de falta de investimento, de falta de preparo estão dando nisso. E o PCC? Ninguém fala do PCC e de SP como se fala do Rio. E ninguém fala também que com a coisa está organizada, um milhão, dois milhões de pessoas vão pra Copa, pra ver um show ou pra celebrar a passagem de ano.
Contei lá no blog um "causo" de violência carioca ocorrido com minha mãe ontem. Passa lá pra ver depois. Você vai se acabar de rir com a insanidade dela!
Bjo!

Andréa N. disse...

Eh verdade. eu fico P da vida se malham o Rio nesse sentido. Eu vejo meninas correndo no Central Park a noite, bem no centro do parque, onde eh escuro e perigoso e penso "o que essa menina esta fazendo aqui a essa hora? Ta doida?". Tem gente que procura problema em qualquer lugar do mundo, tambem. Eh isso.

Mosana disse...

eh foda.. foi realmente uma fatalidade!
espero q as nuvens sumam do céu sempre azul no RJ e o sol volte a brilhar forte!
beijos

Jôka P. disse...

Não há nenhuma nuvem no céu carioca, Mosana.
Aqui, tudo brilha muito.
Inclusive o sol.
:)
bj!

Lu OlhosdeMar disse...

pois é... uma lástima que marcará para sempre a família dos turistas que vieram em busca de beleza e paz. um beijo, amigo.

ana de toledo disse...

sábias e delicadas palavras, como o Rio merece!
posso fazê-las minhas também?

Jôka P. disse...

Aqui você manda, Ana.
Manda e desmanda.
Sabe área VIP?
Sabe "a casa é sua" ?
Sabe "fique a vontade" ?
Então !
:)

Leleco disse...

Jôka,

Concordo com tudo que disse. Assino embaixo sem pestanejar.

Tudo que falam do Rio de Janeiro é de um exagero sem tamanho. Bandido existe em qualquer lugar do mundo, mas aqui a dimensão é maior em tudo, afinal, a mídia não quer saber se mataram fulano ou ciclano em cidades do interior. Aqui dá mais ibope.

Não troco meu Rio de Janeiro por nenhum outro lugar do mundo, mesmo com violência ou não. Daqui ninguém me tira, nem esses bandidos drogados.

Estão tratando da morte do português como um fato mais aterrorizante do que a violência enorme que está em São Paulo.

Não ligo para o restante do país que fala mal da minha cidade, pois sei o que motiva essas críticas: Inveja!

O Rio tem violência? Tem sim. Mas qual lugar do mundo não há violência?

Desculpa esse grande comentário, Jôka, mas meu coração carioca não aguenta todo esse exagero da mídia e das pessoas.

Um abração,
Leleco

CaRIOca. disse...

Jôka P.,o pior carioca, é aquele que saiu do Rio, e fica procurando defeitos na nossa Cidade Maravilhosa.
Aponta a violência e os problemas daqui, organiza manifestos e reclama sem razão porque morre de inveja da gente, coitado.
O pior carioca, é o "ex-carioca."
Parabéns pelo texto !

Avassaladora disse...

Jôka,
A imprensa é fogo!!! Do brasileiro morto em Londres, pela POLÍCIA ninguém fala, né!!!!
Eu adoro o Rio e acho a cidade linda, e o problema da violência, infelizmente está no país inteiro, não só no Rio, não!!!
Vamos fazer campanha na Globo!!! Ela que denigre a imagem da cidade!!!

Ingrid Littmann disse...

Joka, quanto amor pelo Rio!

ps. mais no geral o Brasil está sim violento, em me sentia mais segura morando em Israel.

beijos

Palpiteira disse...

Louro, eu nem soube dessa morte, mas acho que vc está coberto de razão. Fatalidades acontecem em qualquer lugar do mundo. Mas conta, quem falou o quê?
Beijos

Dani disse...

O assassinato do rapaz português foi algo que me deixou imensamente triste, e com vergonha.
Vergonha não do Rio, mas dessa ralé de onde se originam os criminosos, e que só faz proliferar.

Quanto ao Rio, pode até parecer bobagem, mas eu fico danada da vida quando falam mal da cidade.
Outro dia, um cidadão do Sul veio malhar o Rio logo para mim. Perguntei, já irritada: "Na sua cidade tem Pão-de-Açúcar? Tem Cristo Redentor? Tem Copacabana? Tem a Lagoa? Tem aquele azul que mais azul não poderia ser? É a eterna capital do país? Não??? Então não enche!!!!".

Ahhh... isso me tira do sério MESMO. Invejosos.

Beijão, Jôka.

Taia disse...

Voltando para dizer que sonhei contigo agorinha.
Séwrio, e para variar acordei rindo.
Ai Jôka...só você mesmo.
Beijos apaixonados.

Taia disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Tom, um ser diferente... disse...

Loiro... O Rio de Janeiro é TUDO! Amo essa cidade e sei que sua beleza não está só na menina de fio dental, ou no Corcovado. É o conjunto, é a mistura desse swing brasileiro que dá a fórumla certa para fazer dessa cidade o coração do Brasil! As outras cidades??? Essas são só as outras...

Abraço forte,
Tom

Laurinha, do Coisas de Laurinha disse...

Joka, nao sabia dessa estoria do turista portugues. Realmente, eu nao entendo porque o povo so gosta de anunciar as coisas ruins que acontecem no Brasil. Umas das coisas que eu mais detesto eh quando eu vejo a imprensa daqui malhando o Brasil. Ficam caladinhos o ano inteirinho, nao dao um pitaco a respeito do Brasil. Alias, o povo aqui mal sabe aonde ficamos e que lingua nos falamos. Mas vai que acontece uma coisa ruim, ai vira manchete de jornal na hora. Eu fico por conta, com isso!
Paris eu nao conheco, mas NY eu conheco e sei que tem lados perigosos. Alias nem preciso ir la, aqui mesmo em Boston tem uns lugares bastante barra pesada tambem.
Olha, Joka, se voce notou estou te escrevendo sem o link para o meu blog. Eu mudei o endereco e quero dar pra voce, mas nao tenho teu email. voce me escreve um email, para eu te responder de volta? Aqui vai o meu email -
lfsweeney@gmail.com
Beijos, Joka

Jôka P. disse...

Laurinha,
o meu e-mail é:

jonaseduardo@openlink.com.br

E está aqui acima, no blog, em "View my complete profile".

Já mandei um e-mail pra você e aguardo o seu novo link, tá !
Bjs!
:)

Lila disse...

Criciúma no seu blog? que chique, assim todos vão ficar sabendo da existência dela...rs...me senti lembrada agora!
Jôka, esse crime foi uma estupidez,né? chamou atenção por ser turista,jovem e estar embarcando pra terra natal no dia seguinte, mas...é claro que o Rio continua lindo...
beijos

Matilda Penna disse...

O Rio é sim uma cidade bonita, mas não a única cidade bonita.
O rio é sim uma cidade violenta, mas não a única cidade violenta.
O que chamou a atenção foi a estupidez e a barbáridade do crime, a insanidade do ato.
"Nas pequenas cidades dos cafudós do país também rolam crimes, certo", só que a mídia lá, ou não existe, ou não tem o poderio da mídia carioca, daí o teor da grande divulgação desses fatos, que existem sim, a mídia não os inventa.
É preciso combater a violência, não a cidade.
E também é preciso não denegrir o resto de todo um país e só exaltar a cidade, arrogancia não é bom...
Beijos, :).

Jôka P. disse...

Matilda, aqui não é o convento das irmãs carmelitas e eu nunca disse que sou um santo.
Não suporto lição de moral, muito menos na minha própria casa.
Ainda bem que moro no Rio, reafirmo que amo a minha cidade, que é a mais linda do Brasil e uma das mais bonitas do mundo.
Se isso é arrogância, então tudo bem.
É pegar ou largar.

Matilda Penna disse...

Jôka P., eu não tinha me referido a você e sim a algo que li nos comentários, mas tudo bem, eu entendi o recado, infelizmente...

Kristal disse...

Jôka, sou carioca da gema, amo estar de volta ao Rio de Janeiro e jurei solenemente que nunca mais engordarei, nunca mais comerei salsichas e batatas, e principalmente jurei que jamais colocarei meus pés nos cafundós novamente.
Não aturo caipiras nem em festas juninas.
beijos
Kristal

Liliane de Paula disse...

Joka, acho que a violência ultrapassou, e muito, os limites do aceitável. Mas a impunidade me amedronta muito mais. E é a impunidade, na minha avaliação, o complicador de tudo. Não tenho esperanças de conserto. Não sou chegada a esperanças.
Liliane

Angela Ursa disse...

Jôka, atualmente, aqui no interior de SP também tem muito assalto e já houve crimes hediondos, em relação a jovens, idosos e pessoas de bem. Então, como você disse, a violência está presente em quase todos os lugares. Foi uma fatalidade o que aconteceu com esse jovem português, de ser assaltado por uma pessoa drogada e descontrolada. Porque para cometar um crime desse, a pessoa não pode estar no seu estado normal ou é um sádico. Beijos da Ursa!

Marcia disse...

Joka como diria a minha mãe, isso acontece com quem ta vivo :(

Janaina de Almeida disse...

Olá Jôka,

é lamentável o que aconteceu na Praia de Copcabana, mas também eu fico impressionada com as pessoas parecem que escolhem os seus alvos, não é mesmo?

E o Jean que foi assassinado em Londres? E outros casos que nem tem como relatar, meninas que são seduzidas com falsas promessas por europeus e somem?

E mais: podem querer acabar com a imagem de Copacabana mas ela sempre será a etrena Princesa do Mar, e só mais uma coisa: quando tem um evento de grande repercussão da mídia em Copacaban todo mundo quer não é não?

Mil beijos e abraços , pois já escrevi demais.

Mil beijos e abarços,
Janaina de Almeida, Vila Isabel.

p.s.: quero saber quando você vai aparecer em "Páginas da Vida". Beijos.

Jôka P. disse...

Todos os comentários anônimos, ofensivos ou disfarçados de nomes falsos sempre serão deletados.
Xô, urubú !

papalagui disse...

Sou portuguesa e visito seu blogue com frequência. Sou amante confessa do Rio de Janeiro e gosto de saber mais sobre a cidade. A minha avó e tia eram brasileiras e tenho um orgulho imenso nas minhas raízes. Lamento muito o que aconteceu com esse jovem que apenas estava tomando banho de sol, mas a verdade é que, como muitos disseram, violência existe por todo o lado e Portugal não é excepção. A minha mãe foi assaltada aqui mesmo numa vila perto de Lisboa. Uma coisa eu sei, é que o Rio de Janeiro é a cidade mais linda, mais arrebatadora do mundo, do mundo que eu conheci claro. Estive aí em 2005 e quando vi a cidade do alto me emocionei de verdade. Podem até tentar denegrir o Rio mas quem algum dia viu essa cidade sabe que é impossível. Bjs Jôka

DO disse...

Infelizmente tbem achei um fato "normal".Não é a primeira vez ,nem será a ultima que este tipo de violencia vai acontecer. E não tem nada a ver com aumento ou diminuição de segurança.
Enquanto não endurecerem as leis e os nossos governantes não perceberem que logo será com eles,continuaremos sujeitos a estes absurdos.
Abração,JÔKA!!

susi disse...

É verdade! brasileiros são mortos covardemente em grandes cidades da Europa e Estados Unidos e não se faz o auê, de quando algo assim acontece no Brasil.Um beijo

cilene disse...

acho que o Brasil devia tentar conter essa violencia toda...e isso nao tem nada a ver com falar mal do Rio

Janaina Staciarini disse...

O lance é que pegam um pra bode expiatório e pronto. Não se lembram de mais nada. O Rio é o coração do Brasil, e o meu coração é do Rio.

Milady disse...

Já tentaram pedir suborno num trem indo de Paris a Veneza para dizer ao cabineiro nas fronteiras que a cabine onde viajávamos estava vazia... Não é exclusividade nossa, não...
beijocas

Yvonne disse...

Jôka, faço minhas as suas palavras. Sou uma carioca apaixonadíssima pela minha cidade, apesar de ter decidido me mudar para Guarapari. Não tem nada a ver com violência ou qualquer outro motivo. Só quis morar em um lugar mais tranquilo em um prédio cercado de praia por todos os lados. Quando vou ao Rio uma vez por mês o meu coração pula de felicidade. É uma delícia ser turista da cidade onde se nasceu e se eu já a via linda e maravilhosa, agora mais ainda. TODAS AS VEZES que aí estou, bato ponto na Colombo do Forte. Tem lugar melhor para se tomar um chope e conversar com os amigos de tarde? A minha alma volta renovada. Estou com você, o Rio é bem maior do que campanha contra da Rede Globo. Beijocas

Vera Fróes disse...

Jôka, quando falei do turista morto em nenhum momento foi para denegrir a imagem do Rio, afinal morei aí por 14 anos e fui feliz, sem contar que minhas filhas são cariocas. Quando citei foi exatamente para dizer que prefiro ler coisas boas e lindas sobre Copacabana e não esse assassinato brutal em plena Praia, que querendo ou não foi chocante. E quando te respondi te falei que aqui tbm tem violência, só que não ao nivel dos bandidos do Comando Vermelho, com fuzis. Assim como o Rio a cidade que escolhi é linda tbm, ela realmente não vive do turismo e sim da Universidade Federal de Santa Maria que traz muitos estudiosos para cá de todo o mundo.
Bjokas.

Ivo Korytowski disse...

A gente pode ser assaltado em Nova York, Frankfurt, Roma, Madrid. Violência existe no mundo inteiro. Mas os assaltantes nas cidades "civilizadas" agem dentro de uma "ética": assaltam ou roubam, mas não matam a sangue frio como aqui. Aqui no Rio quase todo dia alguém é morto ou mortalmente ferido em um assalto. Sem falar nas vítimas de balas perdidas. Isso é um absurdo. Precisamos reagir - pelo voto, ao menos!